Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

escrever, amar, voar.

Com a caneta na mão, não há limites. Há imaginação, magia, brilho.

Há rabiscos e riscos por cima dos nossos erros, rascunhos nas pontas das folhas, corações pelo meio do texto.

Com a escrita sinto-me livre, viva.

Sinto que tenho asas e vou aprender a voar! E voar por aí com o meu caderno a escrever, expressar as minhas emoções.

Vou andar por aí a escrever o aspecto do beco nº 23. De que cor estava o céu dia 28 de Julho. Se as árvores baloiçavam vento entre si, se arrefeciam a nossa pele.

Simplesmente escrever. Escrever o que quiser, como quiser.

Escrever sobre o que quiser, o que me apetecer, os acontecimentos do dia.

Escrever, amar, voar.

música: fireflies - owl city

publicado por killua às 18:54
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De remainameless a 14 de Fevereiro de 2010 às 19:13

ai que lindo


De remainameless a 14 de Fevereiro de 2010 às 19:14

amei ;D


De delight a 12 de Março de 2010 às 22:24
que lindooo *_*
é assim que eu gostoooooo


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

BOUT OF BOOKS CHALLENGE: ...

Top 10 Recs

121/1142

34/1001

...

esta rotina é um trauma

Wishlist - Sapatos

Futuro

i've been eating (for you...

4

tags

todas as tags

favoritos

need you like water in my...

Letters

blogs SAPO

subscrever feeds